Como administrar o seu próprio negócio, existe jeito certo ou jeito errado? Provavelmente não, mas também não existe fórmula mágica, um santo ou um sócio que entre na operação com as soluções para todos os seus problemas.

Empreender (especialmente no Brasil) é matar 35 leões, desviar das antas, suar a camisa e alcançar o impossível... t.o.d.o.s.o.s.d.i.a.s!

Os negócios de alimentação tem especificações ainda mais delicadas, na nossa conta um mais um nem sempre dá dois.

Trabalhar com produtos perecíveis, com muita mão de obra (com expectativas, historias de vida, medos, vontades), atender e satisfazer o cliente e ainda implantar todas as ferramentas que uma empresa precisa para operar, fazer com que a quantidade de impostos e custos não nos estrangule, equilibrar o sonho, o oficio e o dom com números saudáveis é uma tarefa nada fácil.

Muito da informação de administração e ferramentas disponíveis no mercado simplesmente não se aplica à realidade de um negócio de alimentação. Um prego é 1 prego, não tem variação, agora um filet nunca vai ser igual, o fornecedor muda, o animal muda, o Antonio corta de um jeito, o José de outro... e agora?

De fato não tenho todas as respostas, mas meu objetivo é usar a minha experiencia, as minhas tentativas, meu erros, meus acertos pra ajudar quem está nessa empreitada.

Aprendi a ser apaixonada e obcecada por planilhas e controles na mesma proporção que sou apaixonada por cozinhar e servir, e dividir conhecimento, sucessos e cases é, na minha opinião, uma maneira de crescermos fortes.

Além da minha história vou bater um papo com grandes amigos e players do mercado que estão ai atrás desses leões todos os dias.

Sem mimimi, sem dificultar, sem glamorizar, mas trazer de fato as dificuldades e os acertos...

A gestão na RêAL!

Seja bem vindo e vamos com tudo!